sábado, 8 de agosto de 2009

Sem retrovisor

Pro coração descansar e a dor passar, é preciso voltar a amar
As lembranças da gente falam tantas coisas e por alguns minutos me faz chorar
Eu viajo no tempo, nos absurdos do amor
Sinto que foi uma coleção de dor

Fui amante mesmo tão distante, perto ou longe quis tentar
E no teu aconchego passar a noite, descansar
E no pensamento quis dizer não vá
Levada por um beija-flor que tanto voou

Fui cigano e desvairei a correr nas estradas da tua mão
E tudo que vi, miragem
E das marcas que ficaram, meu amor
Tô indo sem retrovisor

Buscar um novo amor
Tô indo sem retrovisor




A bela letra acima intitulada "Sem retrovisor" é composição de um talentoso músico daqui chamado Wagner Thomé, com os arranjos de Henrique Solaira.

Clique no player abaixo para ouvi-la...


5 comentários:

[ rod ] disse...

Sensações vividas deveriam ficar no ante passado e sucumbidas ao lixo emocional.

Meu caro, ler-te é um prazer dos mais aguçados aos meus escritos.

Abçs,







Novo dogMa:
reveR...


dogMas...
dos atos, fatos e mitos...

http://do-gmas.blogspot.com/

Julia Peres disse...

Não tem muito tempo que venho acompanhando esse blog...
Tenho o admirado a cada dia...
Continue sempre e sempre e sempre assim!!!
Um blog como poucos!
Conteúdo nota 10! abraços!
Julia Peres

Jac C. disse...

Que bela letra. Melhor ainda sabê-la canção.
Gostei muito.

Abraço.

Jac

Lady Di disse...

Ola parabéns muito legal suas postagens, muito criativo seu blog , se der da uma passadinha no meu e me segue

Maria Souza disse...

Gostei deste blogue.
Parabéns, amigo, continua sempre assim.
Um abraço de Portugal
Maria Souza