sexta-feira, 1 de junho de 2007




Tenho tanto sentimento
Que é freqüente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.




Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.




Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.




Tenho Tanto Sentimento, Fernando Pessoa

11 comentários:

...Danizita... disse...

Profundo e Lindo o Poema...

Olha nunca tinha lido poemas assim, poderia mandar pro meu e-mail, o que acha?

Bj

Sanka disse...

não é revolta não... rs. é vontade pura e simples de não ter um monte de caraminholas na cabeça.
abraço!

€aµ disse...

ai ai, Marquinho...
'Pessoa' que embala o Mar e deixa os rastros aqui...
Vida pensada e vivida.. vida!
Que nossos pensamentos estejam ancorados naqueilo que queremos e fazemos!

Beijo

Bom fim de semana também.

gasolina disse...

O poeta é um fingidor, dizia Pessoa.
Bj.

Dri disse...

Amor do céuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu!!!! Sentimental eu souuuuuuuuuu!!!!!!!! Naum conhecia este seu lado, falo do lado desta música ( boca aberta aqui) . rsss

Sobre o post...Vida...viva...ame!

beijosssss

Erika disse...

Olha... Fernando Pessoa é lindo.. mas ALTEMAR DUTRA É O FIMMMMMM... gargalhadas sonorasssssssssssssssssssssssssssssssssssss...


Sentimentalissimo vc, meu amigo.. demais da conta. rsrs

Tudibom saber eu vc tá bem, viu? Apesar da falta de tempo... e espero que vc esteja curtindo muito a sua "falta de tempo".. ahahaha.. cum força.

Beijos

Jac C. disse...

Ahhhhh... Vc entende de Fernando Pessoa, hein homem!

"Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada"


Nooooooossa, que frase!
Que verdade!
E a que é pensada traz nela um baú chamado "segredos"... não acha?

Bom final de semana, rapaz!

Erika disse...

E então é isso
Apenas como você disse que seria
A vida é fácil pra mim
Na maior parte do tempo
E então é isso
A breve história
Sem amor, sem glória (no love, no glory)
Sem herói em seu céu (no hero in her sky)...

E então é isso
Apenas como você disse que deveria ser
Nós dois vamos esquecer a brisa
Na maior parte do tempo
E então é isso
A água mais fria (the colder water)
A filha do vento (the blower"s daugter)
A pupila em negação (the pupil in denial)...

uhhhhhhhhhhhh Eu disse que te detestava? (did I say that i loathe you?)
Eu disse que eu queria deixar isso tudo para trás? (did I say that I want to leave it all behind?)


Till i'll find somebody new...(até eu encontrar um novo alguém)

Sabe, Marco, esta música me deixou muitas marcas. Não apenas pelo que ela significou na minha vida. Não apenas pelo que ela significou no filme "The Closer", que eu ví e veria mais mil vezes), mas pelo que ela fala.

Coloquei uns trechos aí. desculpe se o comentário pareceu um post, se quiser ler a tradução toda está neste link http://vagalume.uol.com.br/damien-rice/the-blowers-daughter-traducao.html
Vale a pena, traduz um mundo de sentimentos e sensações, que, talvez, apenas com o filme e com as suas próprias vivencias vc entenda.

Amo esta música de paixão.

Beijos

Girassol disse...

Amo Fernando Pessoa, talvez por me identificar com a inquietação da alma...
...mas menino, amo esta música (especialmente esta versão), fico tão absorvida que não consigo pensar seja no que for. =)

Beijinhos

Voiluntariado Nova Geração disse...

Acreditamos no Voluntariado e no que ele tem de melhor para ajudar o Outro. Queremos ser uma Nova Geração para o Voluntariado. Olhamos o Mundo com um Novo Olhar.

Procuramos com o blogue Voluntariado Nova Geração promover e divulgar o Voluntariado Social, enquanto actividade que, através da Solidariedade, do Respeito e da Ajuda, vá ao encontro do Outro, procurando construir uma Sociedade mais justa, humana e solidária.

Faça um “link” do Voluntariado Nova Geração no seu blogue, divulgando esta causa.
Visite-nos e dê-nos a conhecer notícias e testemunhos de voluntariado.
«O voluntariado enobrece os Homens…» T. Jefferson

vanda disse...

Bonito poema!
Boa escolha!
Adoro Fernando Pessoa!
Foi agradavel passar por aqui e receber um poema dele
beijos