sexta-feira, 4 de julho de 2008

Fora do eixo





Sigo procurando por algo
Não sei se perdi
Não sei se um dia eu tive
O prazer de encontrar um caminho
Que um dia eu tracei
Estive!

Viver dessa maneira não é digno
Me extingue
Me agride
Perder o desejo e brio do intento
Que não sei se dispus
Triste!

Ansiando por novos horizontes
Aflito eu fico
Rogando em eco
Que o eixo que um dia eu perdi
Volte pra mim
Espero!



“Fora do eixo”

Marco Túlio Carvalho



--------------------------------------


Confiram na minha coluna Inspirações de hoje a poesia

"O grito"!


5 comentários:

bernard n. shull disse...

hi mate, this is the canadin pharmacy you asked me about: the link

Carolzita! disse...

Tá rolando um prêmio no blog. Participe!!!

Claudinha disse...

Delicia de leitura!

Sonhos e Devaneios disse...

eu vivo a procurar por algo que ja vivi e que adoraria reviver ....joao

R Lima disse...

A eterna busca é tão constante quanto os dias.. e ela que nos completa.

E se a procura encontro o desejo.. eis a perfeição.

Abçs amigo e obrigado pela ajuda.

E,




Venha ler AMANHÃ, dia 12, um texto em comemoração a data.. lá no AveSSo.


Visite e Comente... http://oavessodavida.blogspot.com/

O AveSSo dA ViDa - um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais...