sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

Apócrifo - Arnaldo Jabor

(Depois de Gabriel García Márquez, Mario Quintana e Pedro Bial, a algum tempo não posto textos apócrifos por aqui... E uma crônica que recebi de uma querida amiga esta semana atribuída a Arnaldo Jabor, fez-me voltar ao tema! Embora já tenha alertado sobre os absurdos atribuídos a autores diversos, nunca é demais fazê-lo. Então, vamos a mais um deles...)

Crônica do amor louco

Ninguém ama outra pessoa pelas qualidades que ela tem,
caso contrário os honestos, simpáticos e não fumantes
teriam uma fila de pretendentes batendo à porta.
O amor não é chegado em fazer contas, não obedece à
razão. O verdadeiro amor acontece por empatia, por magnetismo, por
conjunção estrelar.
Ninguém ama outra pessoa porque ela é educada, veste-se bem e é fã do Caetano. Isso são só referenciais. Ama-se pelocheiro, pelo mistério, pela paz que o outro lhe dá, ou pelo tormento
que provoca. Ama-se pelo tom de voz, pela maneira que os olhos piscam,
pela fragilidade que se revela quando menos se espera. Você ama aquela
petulante.
Você escreveu dúzias de cartas que ela não respondeu, você deu flores
que ela deixou a seco. Você gosta de rock e ela de chorinho, você
gosta de praia e ela tem alergia a sol, você abomina o Natal e ela
detesta o Ano Novo, nem no ódio vocês combinam. Então? Então que ela
tem um jeito de sorrir que o deixa mobilizado, o beijo dela é mais
viciante do que LSD, você adora brigar com ela e ela adora implicarcom você.
Isso tem nome. Você ama aquele cafajeste. Ele diz que vai e não liga,
ele veste o primeiro trapo que encontra no armário. Ele não emplaca
uma semana nos empregos, está sempre duro, e é meio galinha. Ele não
tem a menor vocação para príncipe encantado e ainda assim você não
consegue despachá-lo. Quando a mão dele toca na sua nuca, você derrete
feito manteiga. Ele toca gaita na boca, adora animais e escreve
poemas.
Por que você ama este cara? Não pergunte pra mim! Você é
inteligente, lê livros, revistas, jornais. Gosta dos filmes dos irmãos
Coen e do Robert Altman, mas sabe que uma boa comédia romântica também
tem seu valor. É bonita. Seu cabelo nasceu para ser sacudido num
comercial de xampu e seu corpo tem todas as curvas no lugar.
É
Independente, tem emprego fixo, bom saldo no banco. Gosta de viajar,
de música, tem loucura por computador e seu fettucine ao pesto é
imbatível. Você tem bom humor, não pega no pé de ninguém e adora sexo.
Com um currículo desse, criatura, por que está sem um amor?
Ah, o amor, essa raposa. Quem dera o amor não fosse um sentimento, mas
uma equação matemática: eu linda + você inteligente = dois
apaixonados. Não funciona assim.
Amar não requer conhecimento prévio
nem consulta ao SPC. Ama-se justamente pelo que o Amor tem de
indefinível.
Honestos existem aos milhares, generosos têm às pencas,
bons motoristas e bons pais de família, tá assim, ó!
Mas ninguém consegue ser do jeito que o amor da sua
vida é!

(Se é um bom texto ou não, eu não discutiria. Mas que Arnaldo Jabor não escreveria isto, sem questionamentos! "Pálido de espanto" certa vez Jabor desabafou: "Sei que outros escritos fantasmas virão, mas saibam que só existo mesmo nas páginas dos jornais onde tenho coluna pelo país afora e que a internet é um deserto virtual, sem chão, onde as individualidades se dissolvem e eu viro um nome sem corpo..."
Olha! A minha busca foi incessante, porém sem sucesso e infelizmente desta vez ficarei devendo o verdadeiro autor desta "crônica". Quem sabe algum de vocês nos salve revelando o seu escritor??? Grande abraço!)
.

4 comentários:

o Cronista disse...

li esse texto esses dias e tava numa pagina oficial do jabor...
é interesasnte de td jeito!

Um Momento disse...

Texto lindo sim... mas a sua autoria... fiquei a conhece-la agora ...ou penso que seja a que me indicas...

Beijo

(*)

Paulo Roberto disse...

O texto é muito bom mesmo, eu não tinha lido ainda e já gostei...

Um texto bonito numa data tão especial como essa 15 de fevereiro!

Desculpado eu já fui, mas ainda não me perdoe em esquecer o dia do teu niver cara que é meu amigão...
Que coisa mais feia de um amigo esquecer a data do aniversario do seu amigo.

Enfim, já te desejei atrasado la no Msn, vou dizer aqui dinovo...

Saúde acima de tudo,
Sucesso profissional e pessoal, acho que isso vc já tem, Te desejo mais ainda.
Que suas metas sejam cumpridas e estabeleças novas metas e realizações venham a se concretizar a cada dia.
E que essa fonte que nunca seca possa levar as pessoas um pouco dessa fonte e produzir novas amizades pelo mundo a fora!
Salve 15 de feveiro, Feliz nova idade Marco.

Anônimo disse...

ola amigo! de o credito da trilha sonora da sua pagina!