quinta-feira, 31 de maio de 2007




Dois e Dois são Quatro



Como dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
embora o pão seja caro
e a liberdade pequena
.......
Como teus olhos são claros
e a tua pele, morena
.......
como é azul o oceano
e a lagoa, serena
.......
como um tempo de alegria
por trás do terror me acena
.......
e a noite carrega o dia
no seu colo de açucena
.......
- sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
.......
mesmo que o pão seja caro
e a liberdade pequena.



Ferreira Gullar

3 comentários:

Helena Nunes disse...

Valeu a pena passar por aqui.
Em mim ficou a "alegria" de saber que voltarei. Mesmo sabendo que "dois e dois são quatro, que o pão seja caro e a liberdade pequena."
Bjos

Cin disse...

Sim ela vale a pena.
E é essa certeza que nos mantém vivos.
Beijos querido!

Erika disse...

"sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
.......
mesmo que o pão seja caro
e a liberdade pequena."

A vida sempre vale a pena, Marco, sempre.
É tudibom acordar de manhã e ver o sol alí, mesmo que esteja por detrás de umas nuvens.

Beijo