sábado, 12 de maio de 2007



(Sem saber o que postar hoje, tamanha é a grandeza dessa palavra: "Mãe", resolvi deixar esta fábula... Uma singela homenagem a "ela" que nos deu a vida!)

...............................

Era uma vez um garoto, que quando ia para a escola, ficava o tempo todo com a mão fechada. Quando ia escrever, quando corria, quando tomava lanche... não abria a mão para nada.

Seus colegas comentavam entre si, a professora estava intrigada com aquilo. Não se conseguia saber o porquê deste menino estar sempre com a mão fechada.

Um dia a professora chamou o menino em particular. Ele era um bom menino, esportista, fazia bem suas tarefas, tinha boas notas, respeitava muito seus colegas.

A professora o elogiou muito pelas suas virtudes, e depois antes de encerrar a conversa, perguntou:
- Porque você sempre anda com a mão fechada, faz tudo com a mão fechada?

O garoto abaixou um pouco a cabeça como que meio envergonhado e tranqüilamente foi falando.
- Toda vez que saio de casa para vir para a escola, a minha mãe, me dá um beijo na palma de minha mão, depois fecha a minha mão e diz que é para eu guardar o beijo dela até voltar para casa. Assim, eu cuido para não perder o beijo e o carinho da minha mãe.

........................
(Fábula: "O Garoto da Mão Fechada" - Autor desconhecido)

................

................
Você já guardou o beijo e o carinho de sua mãe hoje?

........................

Feliz Dia das Mães!!!

6 comentários:

Dri disse...

Ai q coisa mais lindaaaaaaaaaaaa!!!!

Naum quero sair daqui...tá tão lindo, tão cheio de amor, de ternura...do seu jeitinho. Eita filho bão sô.

Sua mãe merece tudo e mto mais...a gente sabe disso. Um grande beijo nela, se eu amo o filho sem dúvida a mãe tb é amada por mim.

Poemas e Cotidiano disse...

Que maravilhosa historia! Se soubessemos guardar os beijos de nossa mae... e compreender tudo que ela faz por nos.
Pena, grande pena que a maioria de nos percebe isso muito tarde.
Lindo seu post!
Bjs
MARY

Jac C. disse...

Legal navegar hj... todo mundo falando de mãe...rs - como não falar?
Amo a frase que inseriu de Vinícius. amar é tão bom!
Lindas imagens, belas palavras.

Uma boa semana pra vc!

Jac C. disse...

Olá Marcos. Estou on line desde que comentei aqui, acredita?
Obrigada por retribuir a visita.
Sinto-me lisonjeada que queira incluir-me em suas outras fontes.
Tem certeza disso?..rsrs.
Quanto a mim, sem problemas.
Vi teu hotmail no coment. Importa-se que eu te add em meus contatos?
Abraços.

Diogo Munhoz disse...

E aí Marrrrrrcão!!!!!
Cara, parabens pelo Blog.
Belas Imagens, belas palavras!
Abração!

Eärwen Tulcakelumë disse...

Em meu vôo aqui vim e lisonjeada fiquei pela homenagem as mães, e agradeço. Qual filho que não guarda da mãe seu doce beijo, mesmo que seja na lembrança. Agraciado fostes ao colocar aqui tal conto.

Deixo-te a primeira pérola incandescente de inspiração, banhada no rio de lava que em meu mundo corre.

Eärwen
14.05.07